top of page
  • Foto do escritor

Como funciona a Monetização do YouTube?


Maior player de vídeos do mundo, o YouTube é hoje uma das principais ferramentas usadas para buscar e ouvir música. Sabe-se que é possível monetizar canções e vídeos na plataforma a partir da inclusão de propagandas, mas como isso funciona?

O YouTube permite ao artista a monetização direta de seus vídeos em sua própria página, mas essa é apenas uma possibilidade de arrecadação. O YouTube também pode direcionar a quantia recebida por publicidade para autores e detentores dos fonogramas.


Esse tipo de monetização é recolhido a partir de uma ferramenta chamada Content ID. Basicamente, esse recurso faz a identificação automática do conteúdo a partir de uma base de dados, rastreia o representante daquele material e encaminha a ele a monetização. É um mecanismo similar ao do Shazam, que identifica a música que toca no ambiente a partir do padrão sonoro. O Content ID para fonogramas é uma ferramenta disponível apenas para gravadoras, editoras, distribuidoras e agregadores digitais, que repassam essa arrecadação de acordo com os contratos que têm com seus artistas.

Na distribuição com a iSound, a solicitação de monetização no YouTube é imediata e automática, mas caso o artista não queira fazer esse tipo de monetização, pode nos solicitar a retirada.

Uma estimativa básica de arrecadação sobre o fonograma no YouTube é de um dólar para cada mil plays, mas esse valor é flutuante. Do que é arrecadado sobre a gravação, a iSound repassa 70% para o artista ou seu representante. O recebimento da parte autoral (que geralmente representa cerca de 15% do total, mas pode mudar, dependendo da situação) também pode ser intermediado por nós diretamente com o YouTube. Procurando mais? Confira todo o nosso Guia do Artista aqui.

4 visualizações0 comentário

تعليقات


  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • LinkedIn
  • Youtube

Institucional

Soluções

Feito com ♫ e com pela iSound

Copyright © 2024 iSound®

bottom of page